Home Notícias Arquivadas

Links

Links recomendados:
MPPU Internacional
Movimento Politico Per L'unitá
MPPU Alemanha
Forum Politik und Geschwisterlichkeit
MPPU Argentina
Movimiento Políticos por la Unidad
EdC
Economia de Comunhão
Instituto Sophia
Instituto Universitário Sophia
Focolares
Movimento dos Focolares Brasil
Chiara Lubich
Centro Chiara Lubich
Igino Giordani
Centro Igino Giordani
Cidade Nova
Editora Cidade Nova
RUEF
Rede Universitária para o estudo da Fraternidade
Fraternidade
Olhar Fraternidade
25 Anos da Queda do Muro de Berlim PDF Imprimir E-mail
Seg, 10 de Novembro de 2014 09:38

A queda do Muro de Berlim representa muito mais do que um evento isolado na Alemanha: ele trouxe o fim da Guerra Fria e abriu o caminho para a fusão da Europa Oriental e Ocidental.

---
As pessoas que presenciaram a noite do dia 9 de novembro de 1989 ainda tem nítidas as famosas cenas da coletiva de imprensa de Günter Schabowski, dos berlinenses do leste forçando a abertura da fronteira da Bornholmer Strasse e do povo aplaudindo em cima do muro, tomado de alegria e lágrimas nos olhos.

Nem mesmo o Partido Socialista Unitário da Alemanha esperava que a queda do Muro de Berlim acontecesse tão cedo. Schabowski, membro do partido, havia convocado uma coletiva de imprensa, transmitida ao vivo pela televisão, apenas para anunciar um novo regulamento de viagem. Quando questionado sobre quando estas mudanças entrariam em vigor, o político respondeu "imediatamente, sem demora". Esta resposta provocou uma incontrolável corrida dos berlinenses em direção ao Muro.

A queda do Muro de Berlim foi o primeiro destaque da revolução pacífica na Alemanha Oriental, que tinha começado no verão. A partir dos protestos de alguns ativistas dos direitos civis contra uma fraude eleitoral ocorrida nas eleições municipais, em junho, criou-se um movimento que desejava o fim da ditadura da RDA. Também a fuga de milhares de alemães pelas fronteiras húngaro-austríaca e pelas embaixadas da Alemanha Ocidental em outros Estados do leste, voltava a atenção de todo o mundo para as violações dos direitos humanos e abusos que ocorriam na República Oriental.

Construído na madrugada do dia 13 de agosto de 1961, o muro separou a Berlim Oriental da Berlim Ocidental durante 28 anos. O Muro de Berlim não separou apenas bairros, vizinhos, parentes e amigos. Ele era o símbolo de um mundo dividido, de uma ordem mundial que marcou o século passado: junto com a distinta e muito mais longa fronteira interna entre a República Federal da Alemanha (RFA) e a República Democrática Alemã (RDA), o Muro de Berlim passou a simbolizar a chamada "cortina de ferro" entre a Europa Ocidental e o Bloco de Leste.

A queda do Muro de Berlim representa, portanto, muito mais do que um evento isolado na Alemanha: ele trouxe o fim da Guerra Fria e abriu o caminho para a fusão da Europa Oriental e Ocidental.

Fonte: Embaixada da Alemanha no Brasil